iOrbix
iOrbix will be Migrating to Similar Worlds
Similar Worlds
Email
Password
1-2 of 2
1
 
[i][c=#000066]E porquê , pergunto-me eu. Apoderaste-te da minha alma sem um palmo de misericórdia. Tornaste-te o meu mundo. Vida depois da morte? Só se te tiver a meu lado. Eu morri, uma parte de mim encontra-se morta. Metade de mim, vive. Vai lutando para viver, para sorrir. Mas não consegue vencer esta batalha sem rumo. O meu coração morreu contigo. E custa respirar, pensar, simplesmente reagir. Ter coragem para enfrentar mais um dia, um simples dia que parece uma eternidade a passar. Eu só queria ser feliz a teu lado. Eu sentia amor por ti. Puro amor, o sentimento mais lindo e verdadeiro. Adormecia perto de ti, segura de que não te iria perder, pensando na delicadeza das tuas palavras , embalada pela tua doce voz. E dava tudo para te ter a meu lado. Dizer-te que te amo, admitir que estou a desfalecer sem ti a meu lado. Os meus olhos perderam a sua granciosidade, e encontram-se agora assombrados por um negro melancólico. A noite chega e lembro-me de ti. As lágrimas rolam pelo rosto a baixo. Encaro a lua pela última vez e dirijo-me para a cama. Encontro-me agora na companhia da solidão. A cama está demasiado fria e solitária. Preciso dos teus braços, preciso que me faças sentir segura de novo, a teu lado. Os melhores dias foram passados contigo enquanto te mirava discretamente. Observava-te com admiração. Agora foi-se. Tu foste embora e eu … fiquei aqui. Não consigo adormecer , a almofada está húmida. Não consigo parar de chorar. Recordo-me das nossas promessas, do sabor do teu beijo. Tento escutar-te mas não te ouço, não mais. Quero olhar-te por uma vida inteira, ter o chamado ' fruto do amor ' contigo. As noites, os dias, as semanas, os meses e os anos são longos. As nossas noites acabaram. Deixa-me mirar o movimento dos teus lábios uma última vez e , aí , deixa-me morrer. Morrer feliz, por te ter ao meu lado até ao mais pequeno, infímo, mas importante segundo. A minha alma estará eternamente contigo , tal como o meu fraco coração. Eu falhei, fraquejei. Lamento. E agora partirei, mirando uma última vez a transparência do teu olhar. O meu corpo foi libertado. Finalmente, poderá o meu espírito navegar numa eternidade vazia. Acabou-se a dor, as lágrimas, o sofrimento.[/c][/i]
 
 
[i](...) E aquele corpo eu percorro, enquanto observo a doçura daquele profundo olhar (...)[/i]

[c=#00E5E5]Aqueles lívidos olhos perfuram-me a alma, paralisando-me. Por enquanto estou lúcida. Ficamos encantados com os nossos simples gestos e trocamos um beijo inocente. O quanto eu amava saber os seus pensamentos e os seus sonhos. Ele move-me para junto de si , e os nossos corpos juntam-se. E num simples segundo , a sua mão encontra-se no meu rosto , humedecido por lágrimas de felicidade. Abraça-me nos seus braços fortes, acariciando-me enquanto permanecemos imóveis ao som da brisa que passa por entre os seus dedos nos meus imperfeitos caracóis e ali ficamos , maravilhados com o luar presente. Antes que pudesse esquecer-me da fantasia desse momento , já nos encontrávamos na praia. Convidou-me para darmos um mergulho e com um pouco de vergonha aceitei. A água encontrava-se fria como a chuva num dia de Inverno , mas ao mesmo tempo tão límpida. E à minha frente encontrava-se o mais majestoso corpo até hoje visto. Só desejava tocá-lo.
Senti um doce toque no meu ombro . Era ele perguntando-me se queria ir dar um passeio à beira-mar. Não podia ser mais perfeito. Numa questão de minutos parecia que nos conhecíamos há anos. Fomo-nos secar. Aconcheguei-me junto de si , sentido o calor que libertava o seu corpo e adormeci ...[/c]
 
1-2 of 2
1
Vera Lopes | Blog | iOrbix
JavaScript is disabled on your browser.
iOrbix won't work properly if your browser doesn't have JavaScript enabled.
Please enable JavaScript, or alternatively, access iOrbix Mobile.